Declaração de voto de João Ferreira no Parlamento Europeu

Sobre as finanças digitais: riscos emergentes em criptoativos - desafios ao nível da regulamentação e da supervisão no domínio dos serviços financeiros, das instituições e dos mercados

Este relatório é mais um elemento que pretende contribuir para o aprofundamento da União do Mercado de Capitais e do Mercado Único em matéria de serviços financeiros.
Apesar da aparente preocupação com os consumidores/investidores, com a sua segurança e acesso à informação, não esconde o seu principal objectivo: a salvaguarda dos interesses das grandes empresas multinacionais do sector, o seu crescimento dentro e fora dos Estados-Membros e o aumento do poder do sector financeiro.
Um relatório que, ao invés de ter como principal preocupação a defesa dos direitos dos consumidores de serviços financeiros, especialmente dos não profissionais, de ter como escopo a proteção dos seus direitos, nomeadamente o direito à informação, tem como objetivo essencial abrir a porta ao crescimento das empresas de serviços financeiros, pois os serviços digitais são, normalmente, uma área de mercado concentrado nas grandes multinacionais que possuem já, à partida, produtos e serviços financeiros não digitais. Pretende também abrir o mercado a novas empresas de serviços digitais para reforçar o poder e influencia deste sector, com as consequências nefastas para a vida dos trabalhadores e dos povos que se conhecem sobejamente.

>
  • União Europeia
  • Declarações de Voto
  • Parlamento Europeu