Internacional

Não ao Bloqueio dos EUA! Cuba Vencerá

Não ao Bloqueio dos EUA! Cuba Vencerá

Centenas de manifestantes afirmaram hoje em Lisboa: Não ao bloqueio! Cuba vencerá!, numa participada acção de solidariedade junto a Embaixada de Cuba.

Na acção foi exigido o fim imediato do criminoso bloqueio económico, financeiro e comercial que há mais de 60 anos os EUA impõem contra a soberania e os direitos do povo cubano, exigência preconizada também pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

Fim ao bloqueio dos EUA – Solidariedade com Cuba

Fim ao bloqueio dos EUA – Solidariedade com Cuba

O Partido Comunista Português expressa a sua solidariedade com Cuba, o Governo e o povo cubanos que, enfrentando uma situação exigente e complexa inseparável da intensificação da acção de ingerência e de agressão do imperialismo, se empenha de forma determinada no combate à epidemia, na defesa da sua soberania e independência e dos seus legítimos direitos, incluindo ao desenvolvimento.

Solidariedade com o Partido Comunista Alemão

Solidariedade com o Partido Comunista Alemão

É com profunda preocupação que o Partido Comunista Português tomou conhecimento da decisão do Comité Federal Eleitoral alemão de não admitir a participação do Partido Comunista Alemão nas eleições parlamentares que se realizam a 26 de Setembro.

O PCP repudia e condena veementemente uma qualquer tentativa que, a pretexto de uma questão processual – a alegada demora na prestação de declaração financeira –, vise privar o Partido Comunista Alemão do direito de participar em eleições e do seu estatuto como partido político, o que na prática se traduziria na sua inaceitável ilegalização.

Pelo fim imediato do criminoso bloqueio dos EUA contra Cuba

Pelo fim imediato do criminoso bloqueio dos EUA contra Cuba

Hoje, 23 de Junho, será votada na Assembleia Geral das Nações Unidas, pela 29.ª vez, uma resolução que reclama pelo fim do bloqueio imposto pelos Estados Unidos da América contra a República de Cuba.

O criminoso bloqueio económico, comercial e financeiro imposto, há 62 anos, pelos EUA contra Cuba e o povo cubano constitui uma inaceitável medida coerciva contra um Estado soberano, adoptada de modo unilateral e com carácter extraterritorial, e que afronta abertamente os princípios da Carta das Nações Unidas e o Direito Internacional.

Sobre as decisões do Conselho de Ministros de 17 de Junho

Sobre as decisões do Conselho de Ministros de 17 de Junho

1 – Em vez de procurar soluções que combinem o combate eficaz à Covid-19 e a criação de condições que assegurem a retoma da actividade, impedindo que o País continue a ver agravados os problemas económicos e sociais, o Governo recua face a medidas tomadas anteriormente, fazendo opções erradas, nomeadamente ao impor a proibição das deslocações para entrar e sair da Área Metropolitana de Lisboa.

PCP condena os planos belicistas da Cimeira da NATO

PCP condena os planos belicistas da Cimeira da NATO

A Cimeira da NATO que hoje se realiza em Bruxelas representa um novo passo na perigosa estratégia que visa reforçar este bloco político-militar como um instrumento de ingerência e agressão ao nível mundial, para a imposição do domínio hegemónico dos EUA e de outras potências imperialistas sobre os povos do mundo.

Ver vídeo
Solidariedade com a Palestina – Fim à agressão, fim à ocupação

Solidariedade com a Palestina – Fim à agressão, fim à ocupação

Uma delegação do PCP esteve presente na Concentração «Solidariedade com a Palestina – Fim à agressão, fim à ocupação» realizada em Lisboa.

Jerónimo de Sousa manifestou a solidariedade do PCP com o povo palestiniano e a sua justa luta perante mais uma escalada na agressão de Israel e a exigência ao governo português de uma posição clara e contundente em defesa dos direitos nacionais do povo palestiniano e do cumprimento das resoluções das Nações Unidas que os consagram.

Solidariedade com o povo palestiniano face à violência de Israel

Solidariedade com o povo palestiniano face à violência de Israel

O PCP condena veementemente a campanha de violência do Governo israelita, acompanhada por colonos israelitas armados, contra a população palestiniana em Jerusalém, com o processo de expulsão de palestinianos das suas casas em Sheikh Jarrah e o impedimento do acesso dos palestinianos à mesquita de Al-Aqsa.

Solidariedade com os trabalhadores e povo colombiano

Solidariedade com os trabalhadores e povo colombiano

O PCP expressou a sua solidariedade aos trabalhadores e povo colombiano, dirigindo-se ao Partido Comunista Colombiano, à Marcha Patriótica e ao Partido Comunes, que em conjunto com outras forças sociais e políticas colombianas, estão empenhados numa duríssima luta em defesa dos direitos, interesses e aspirações populares, com a realização de amplas mobilizações por toda a Colômbia, que corajosamente enfrentam a brutal repressão do Governo de Ivan Duque.