Intervenção de Ilda Figueiredo no Parlamento Europeu

Política externa, de segurança e de defesa

As políticas externa e de segurança e defesa comum da União Europeia são sobretudo políticas de defesa de interesses económicos e geoestratégicos das potências europeias, cada vez mais em convergência com os EUA e a NATO, deixando para segundo plano a cooperação e a ajuda ao desenvolvimento.

Os seus resultados são, de um modo geral, catastróficos, como é claro no Afeganistão, Palestina, Iraque, Líbia e outros países.

Em geral, predomina uma política de dois pesos e duas medidas, que protege os interesses económicos das empresas europeias produtivas de armamento que ganharam milhões com a venda de armas a ditadores que, depois, as usaram para massacrar os seus povos ou povos vizinhos.

Por isso, algumas questões centrais deste debate são:

- Será que vai, finalmente, ser alterada esta política de venda de armas?

- O que vai ser feito, em concreto, para pôr fim à política expansionista e belicista de Israel?

- Como vai intervir para exigir o cumprimento das Resoluções da ONU sobre o Sara Ocidental e a Palestina?

>
  • Soberania, Política Externa e Defesa
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu