Voto de Pesar

Pesar pelo falecimento de António Galhordas

Faleceu no passado dia 13 de Maio, com 83 anos, António Galhordas. Médico, destacada figura da oposição democrática à ditadura fascista e profissional de méritos reconhecidos, foi um homem corajoso e determinado que empenhou a sua vida na luta por uma sociedade mais justa.

Em 1953 integrou a lista progressista que venceu as eleições para a Direcção da Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina de Lisboa, facto que teve como consequência o encerramento da sede da Associação pela PIDE. Em 1957 desempenhou um importante papel na luta do movimento que levou à feitura do Relatório sobre as Carreiras Médicas, tendo integrado, até ao 25 de Abril de 1974, os órgãos dirigentes da Ordem dos Médicos.

António Galhordas teve uma intensa participação política durante o fascismo, foi um importante ativista da CDE, desempenhando nesse quadro uma corajosa e qualificada intervenção na luta pela liberdade e pela democracia.

Após o 25 de Abril, António Galhordas foi Secretário de Estado da Saúde do 1º Governo Provisório, membro da Comissão Política do MDP e Deputado na Assembleia da República. Foi eleito na Assembleia Municipal de Portel e seu Presidente durante vários mandatos. Foi também dirigente da Voz do Operário.

Participou nas coligações eleitorais FEPU, APU e CDU, tendo aderido ao PCP em 2001.

A Assembleia da República, reunida em plenário em 22 de Maio de 2015, expressa à família de António Galhordas sentidas condolências.

Assembleia da República, 22 de maio de 2015

>
  • PCP
  • Assembleia da República
  • Votos