Declaração escrita de Sandra Pereira no Parlamento Europeu

Violação da Decisão 2017/2074 do Conselho relativa a medidas restritivas tendo em conta a situação na Venezuela - entrada ilegal no território de um Estado-Membro de uma pessoa incluída na lista de sanções

Este Parlamento promoveu mais um debate sobre a Venezuela, país constantemente atacado pela direita mais reaccionária que não aceita a luta de um povo que resiste de pé.

Desta vez, o ódio que os move impeliu-os a trazer a política espanhola para este parlamento, continuando a alimentar os sentimentos mais antidemocráticos e ingerencistas, insistindo no não reconhecimento de um governo sucessivamente sufragado pelo voto popular e na insistência no apoio a um fantoche de Trump, que perdeu qualquer crédito já mesmo junto da oposição venezuelana.

Prosseguem na defesa de sanções cujos principais prejudicados são o povo venezuelano e as comunidades imigrantes na Venezuela, como a comunidade portuguesa. Ao povo venezuelano que resiste e não se vende, apesar das sanções e de todos os ataques externos, expressamos a nossa solidariedade.

>
  • União Europeia
  • Declarações Escritas
  • Parlamento Europeu