Pergunta ao Governo N.º 1714/XIV/1

Acesso dos alunos do AE Ginestal Machado à internet

Destinatário: Ministro da Educação

A direção do Agrupamento de Escolas Ginestal Machado, de Santarém, enviou uma carta aos encarregados de educação dando conta dos esforços que tem vindo a fazer para garantir que todos os alunos do Agrupamento possam ter acesso a computadores e à internet em suas casas para poderem prosseguir, na medida dos possível, as atividades escolares.

Porém, por falta de apoios e de orçamento para garantir o acesso à internet por parte de 50 alunos durante três meses, a Direção apela à participação financeira dos pais e encarregados de educação, através de donativos a transferir para o NIB do Agrupamento.

Não está em causa a intenção generosa da Direção do Agrupamento de facultar a todos os alunos os meios de acesso à internet neste período difícil, mas não é aceitável que não seja o Ministério da Educação a assegurar os recursos materiais e financeiros para o garantir, tanto quanto é certo que muitas famílias estarão certamente a sofrer em termos financeiros as consequências da pandemia que afeta o país.

Nestes termos, ao abrigo da alínea d) do artigo 156.º da Constituição e da alínea d) do artigo 4.º do Regimento da Assembleia da República, pergunto ao Governo, através do Ministério da Educação, qual a disponibilidade do Governo para apoiar as escolas, e em concreto, o Agrupamento de Escolas Ginestal Machado, de modo a garantir que todos os jovens tenham acesso à internet em casa nos próximos meses.

>
  • Educação e Ciência
  • Perguntas ao Governo
  • COVID-19